logo-playkidsapp
Promoção Dia das Crianças

6 desenhos sobre sentimentos e emoções

por | jun 10, 2021

Crianças costumam viver muitas emoções ao longo do dia. Começam as manhãs animadas, na hora do café podem ficar mal-humoradas, à tarde, enquanto brincam, voltam a ficar cheias de energia. Quando à noite, do nada, sentem melancolia. Tudo é muito novo e intenso para os pequeninos que ainda estão aprendendo a nomear suas emoções. Para tornar esse processo mais simples, lúdico e divertido, listamos aqui seis desenhos sobre sentimentos e emoções, disponíveis no PlayKids App, que vão ser um reforço para tais momentos. Vamos a eles?

1. Masha e o Urso – Irritação

A dupla é famosa por sua relação conturbada. O urso, um adulto responsável e organizado, irrita-se o tempo todo com a pequena Masha quando ela bagunça sua casa e sua vida. Da mesma forma, Masha se irrita quando sua vontade não é feita.

A chave do sucesso está na empatia que um sente pelo outro. Mais do que discordarem do estilo de vida de cada um deles, eles se amam e sentem-se parte da vida um do outro. Por isso, explicar para o pequeno que ele vai se irritar com um amiguinho, por exemplo, fica mais fácil quando você o lembra que apesar desses pequenos momentos, há uma amizade e um carinho especiais.

2. Turma da Mônica – Agressividade

A história é clássica e todo mundo conhece bem: Mônica é uma garotinha de sete anos baixinha e gorduchinha que é a todo tempo provocada pelos meninos. Em especial Cebolinha e Cascão, que tentam o tempo todo roubar seu coelhinho Sansão. Irritada, Mônica bate neles com o coelho e age pela sua agressividade.

Um jeito de utilizar esse conteúdo para abordar o lado “briguento que toda criança tem” é mostrar que Cebolinha, mesmo sendo um tormento na vida de Mônica, admira-a e não sai de perto dela. A provocação é um jeito e mantê-la por perto.

Cabe aqui uma abordagem bem crítica sobre a postura de Cebolinha (que pra muitos é vista como bullying) e sobre as respostas explosivas de Mônica (será que a violência resolveria uma provocação?). Os personagens da Turma da Mônica, criados por Mauricio de Sousa, são bastante ambíguos e complexos, o que é ótimo para estimular a visão crítica da criança.

3. Eu amo aprender – Tristeza

A criança triste pode ter vários motivos. O que a criança precisa entender é que é algo extremamente normal sentir-se assim, ficar pra baixo por alguns instantes.

O episódio “Saudade”, da Temporada 5, mostra o personagem Theo chorando de saudade dos pais que faleceram. Já o “Minha Timidez” mostra a pequena Angélica sentindo-se menor que seus amigos ao perceber-se tímida em uma apresentação. Em “Estou Ansioso”, vemos Lupi ficando triste pela demora de sua mãe para chegar em casa, vivendo um momento de tensão corporal. Por fim, o clipe “Tentar de Novo” mostra Junior triste por não saber exatamente como andar de bicicleta. Chateado, ele conta com a ajuda de Mimi para superar a tristeza e continuar tentando, até conseguir.

Todos esses episódios mostram personagens absolutamente humanos, vulneráveis. E portanto, tristes, como qualquer um de nós. O segredo de lidar com a tristeza é saber que ela vai passar. Enfim, isso alivia muito a pressão sobre quem está com os humores em baixa.

4. Morph – Competitividade

O Morph é um ser feito de massa de modelar que vive na mesa de uma casa. Ele é divertido e curioso, mas convive com Chas, um ser similar a ele, só que todo branco. Chas está sempre tentando “passar a perna” em Morph, fazendo-o de bobo e tirando vantagem.

Seja na hora de tirar uma selfie, na torcida por seu time de futebol favorito ou em um acampamento, Chas está sempre tentando acabar com a alegria de Morph. Ele não é um vilão, mas sim um bonachão que quer ser o primeiro em tudo.

De forma muito educacional, a série mostra Chas se dando mal por meio de suas próprias atitudes e sendo ajudado pelo empático Morph. Os episódios são curtos e sem diálogo, o que favorece momentos familiares para pais e filhos assistirem comentando. A mediação é muito importante aqui. Os pais podem perguntar para a criança: “você viu o que o Chas fez? Será que ele vai se dar bem?”, dando ao pequeno a chance de questionar atitudes e aprender a não agir da mesma forma.

5. O Pequeno Mundo de Dante – Ciúmes

Dante convive diariamente com seus amigos Peter, Carol e Walter. Apegado à Carol, que é superdivertida e segura de si, Dante fica bastante ciumento no episódio “Olha eu aqui”, no qual Peter senta-se ao lado de Carol para ouvir uma história.

Dante vê a cena e ao invés de se aproximar, age pelo ciúme, tentando roubar a atenção da amiga. Tudo em vão. No final, Dante acaba pagando um mico e passando vergonha. O episódio é divertido e tem um tom de comédia. Porém, mostra de forma bem simples e clara o ciúme é algo infundado.

6. Caillou – Birra

O personagem Caillou é o popular “8 ou 80”. Afinal, os pais o amam ou o detestam. Tudo isso porque ele representa de forma explícita tudo que uma criança real faz quando quer chamar a atenção, quer as coisas de seu jeito ou quer ser o centro das atenções. Ele faz birra, chora, esperneia e grita. Por isso, é evitado por muitas famílias. Porém, o ponto importante que muita gente não descobriu ainda é que ao final dos episódios, Caillou aprende a lição e se arrepende de ser tão impulsivo e birrento.

Para os pais, a dica é assistir junto, comentar com a criança as cenas e, ao final, perguntar de forma bem sutil o que o Caillou aprendeu. Certamente, as respostas surpreenderão!

Por fim, a dica de ouro: o desenho animado e as histórias de ficção são ferramentas incríveis para abordar assuntos delicados com as crianças. Eles ajudam muito no diálogo familiar e na percepção das crianças sobre o mundo e sobre si mesma. Mas, nada substitui a família e principalmente o atendimento clínico. Por isso, um psicólogo é a maior recomendação para o progresso da criança. Quanto mais a criança conhecer e amar a si mesma, mais chances ela terá de ser um adulto feliz e realizado!

Confira também o Momento PlayKids que fala sobre alguns desenhos sobre sentimentos e emoções: 

Todos esses episódios estão disponíveis no PlayKids! Prepare uma sessão pipoca e aproveite com toda a família! 

Se você ainda não tem o App ou quer saber mais como funciona. Tire todas as dúvidas aqui

Categoria:
Desenhos | PlayKids
Escrito por João Godoy

Escrito por João Godoy

Editor de conteúdo na PlayKids, roteirista e produtor de conteúdo apaixonado por narrativas, personagens e o papel do storytelling no desenvolvimento infantil.

Nossas Redes Sociais

Mais lidas

Conheça o PlayKids

O que é PlayKids App?
Qual a importância dos aplicativos educacionais?
Você sabe como funciona o PlayKids?
Saiba como assinar PlayKids
Promoção Dia das Crianças

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + um =

Mais Posts
A importância de cuidar de quem cuida

A importância de cuidar de quem cuida

Você conhece a importância de cuidar de quem cuida? A chegada da pandemia causada pela Covid-19 trouxe diversos problemas. Aumentaram as taxas de doenças mentais entre pais, por exemplo. Também foram afetadas as crianças que tiveram que passar maiores períodos em...

Ei, quer receber nossas
novidades toda semana?

E-mail cadastrado com sucesso!

Pin It on Pinterest