logo-playkidsapp
Fun Friday PlayKids - A diversão tá ON e o preço tá OFF! 17% OFF no plano anual

Os perigos dos rótulos na infância

por | nov 23, 2021

Você conhece os perigos dos rótulos na infância? Segundo a Terapia Cognitiva Comportamental, a rotulação é considerada um erro de pensamento. No entanto, aprendemos a nos rotular e rotular os outros desde que somos pequenos.

Leia mais:
Como falar de racismo com as crianças?
Por que sentir medo é importante para o desenvolvimento?
Round 6: como agir na relação entre crianças e conteúdos violentos

Muitas vezes isso acontece sem perceber. Quando nos damos conta, estamos rotulando nossos próprios filhos, irmãos e afins. Os impactos de ações como essa podem ser devastadores, visto que a autoimagem e autoestima são construídas em conjunto de como os outros nos percebem. A seguir, conheça os perigos dos rótulos na infância!

Os perigos dos rótulos na infância

O grande perigo da rotulação é que ela acaba pausando as características da criança em uma única. Isto é, resume a criança no rótulo negativo que ela recebe com frequência. Dessa maneira, o olhar de pais e também educadores acaba sendo tendencioso.

Desta forma, qualquer mudança, por menor que ela seja no comportamento da criança, pode não ser reconhecida pelos adultos.

Os perigos dos rótulos na infância também são que essa ação pode influenciar no desenvolvimento da autoimagem e autoestima da criança e principalmente do adolescente. Isso porque a repetição do rótulo acaba convencendo a criança de que ela realmente é aquilo que dizem dela. Esse fato dificulta também o processo de mudança, visto que ela acaba ouvindo os rótulos até mesmo dos pais.

É preciso entender que rótulos não são apenas palavras. Eles também podem induzir as atitudes e comportamentos na infância. As crianças são sensíveis e buscam sempre o acolhimento e segurança, garantindo que sejam aceitas pelos pais.

Rótulos são como profecias

Os perigos dos rótulos na infância também acontecem pelo fato da criança se acomodar com o que foi rotulada, sentindo-se inadequada para tentar mostrar outras de suas características. Afinal, rotular é uma forma de engessar as possibilidades, reduzindo seu potencial de experimentações.

Criar rótulos é algo fácil, como se não fosse errado aquilo que se refere, contudo, a criança não é só aquilo, e deve ser vista por inteiro. Do contrário, é possível desencadear uma ação chamada profecia autorrealizada. Nela, um rótulo pode se transformar em crença e acabar se confirmando.

Quando a criança cresce valorizada por um amplo aspecto comportamental, ela terá boa autoestima, sabendo lidar melhor com suas frustrações. No entanto, se algo negativo for sempre ressaltado, como um aspecto físico, uma dificuldade que a criança apresenta ou mesmo uma mania, ela acaba assumindo o rótulo e muitas vezes se escondendo nele.

Como evitar os rótulos?

Ao discutir os perigos dos rótulos na infância, é fundamental lembrar que estamos falando de crianças. Elas são seres em formação, em pleno desenvolvimento do caráter e personalidade.

Quando o adulto rotula suas peculiaridades — sejam elas físicas ou emocionais —, ocorre a predeterminação do que a criança é ou vai ser, além de reduzir suas possibilidades de experimentação. Por isso, é essencial colocar em prática ações que ajudem a evitar os rótulos.

Crie um ambiente de harmonia e não de crítica

Quando os pais entendem que as crianças passam por etapas de desenvolvimento, fica mais fácil perceber que o filho não está repetindo sempre o comportamento. Assim, é possível evitar rótulos quando ele expressa suas emoções da forma como os pais não gostam. Nesses casos, é importante ajudá-lo a entender suas emoções e expressá-las de outra maneira.

Mostre a maneira correta de se comportar

Quando a criança se comporta de forma inadequada, os pais devem abandonar os rótulos e, ao invés disso, mostrar a maneira certa ou mais adequada daquele comportamento, evitando repreendê-la por algo que ela não sabe como fazer.

Elogie a criança

Quando a criança se comportar bem, é importante elogiá-la. Assim, ela não fica presa a rótulos negativos. Além disso, é importante que o elogio seja um hábito. Troque as críticas que forem negativas por comentários que reforcem e valorizem as características positivas.

Uma boa forma de lembrar a criança sobre suas qualidade é listá-las diariamente e agradecê-la por isso. A criança vai se sentir amada e respeitada, visto que os pais conseguem identificar suas características positivas.

Fique atento à sua negatividade

É importante que os pais mantenham-se atentos aos momentos em que a crítica ou linguagem limitadora acabem falando mais alto. Por isso, preste atenção se isso acontece com frequência, e encontre formas de mudar esse comportamento, tentando se acalmar antes de deixar a negatividade aflorar.

Seja o exemplo

A educação consiste na repetição até que se crie um aprendizado. Dessa maneira, a criança não poderá mudar seu comportamento de uma hora para a outra. É necessário repetir e repetir até que a aprendizagem seja concretizada. Portanto, a melhor forma é que os pais sejam exemplos. Ao mudar o comportamento, você logo verá que a criança também vai mudar.

Descreva as ações ao invés de rotular

Ao invés de rotular com frases como “olha o que você fez”, “você sempre faz a mesma coisa”, “toda vez é isso”, procure descrever as consequências das ações para a criança. Assim, usando a entonação correta e permitindo que seu filho entenda o que aquilo causou, ele poderá associar o comportamento de forma saudável. Além disso, é importante que a criança saiba que suas ações acabam afetando os sentimentos alheios, despertando a empatia.

Agora que você conferiu os perigos dos rótulos na infância, comece a praticar as dicas acima para evitar esse comportamento negativo, garantindo que seus filhos tenham um desenvolvimento adequado e sem prejuízos!

No Blog PlayKids, você encontra tudo o que precisa sobre tecnologia, educação, parentalidade e desenvolvimento infantil, além dos lançamentos e novidades do PlayKids App. Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo!

Categoria:
Crianças
Escrito por Equipe do Blog PlayKids

Escrito por Equipe do Blog PlayKids

A equipe do Blog PlayKids é formada por especialistas em desenvolvimento infantil, educação e tecnologia, parentalidade e educação.

Nossas Redes Sociais

Mais lidas

Conheça o PlayKids

O que é PlayKids App?
Qual a importância dos aplicativos educacionais?
Você sabe como funciona o PlayKids?
Saiba como assinar PlayKids
Ebook Original PlayKids

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 6 =

Mais Posts
Como criar uma rede de apoio?

Como criar uma rede de apoio?

Você sabe como criar uma rede de apoio? Essa é uma tarefa fundamental para os pais. Isso porque é ideal que eles tenham ajuda de um grupo de pessoas com quem contar. Contudo, ter uma rede de apoio nem sempre é tão simples. Leia mais: Por que criar crianças...

Ei, quer receber nossas
novidades toda semana?

E-mail cadastrado com sucesso!

Pin It on Pinterest