banner_header

Como montar um clube do livro com seu filho

por | jan 20, 2021

Há muitos anos, entre 1970 e 1990, famílias tinham o hábito de se reunir para compartilhar obras literárias, debater os temas dos livros e descobrir coisas novas. Esse momento fazia a diferença e marcou muita gente. Que tal trazer de volta esse hábito e aprender como montar um clube do livro para reunir os amiguinhos e a família para ler junto?

Quais os benefícios de um clube do livro?

A ideia é simples, mas bastante efetiva. O modelo de clube facilita a compreensão da vida em comunidade e dá um significado de pertença às crianças envolvidas. Além disso, favorece a comunicação. Esta também é uma oportunidade de trabalhar o conceito de regras e de sociabilidade desde a infância.

A atividade tende a fortalecer aspectos importantes para o desenvolvimento da criança, como:

  • O amadurecimento das relações afetivas
  • Habilidade para vivenciar e participar situações sociais
  • O exercício da competência comunicativa
  • Desenvolvimento da identidade pessoal
  • A valorização do outro
  • Compromisso com a leitura

Quais as regras de um clube do livro?

Primeiramente, coloque o seu pequeno como organizador. Ele deve estabelecer as regras do clube, como por exemplo:

  • As crianças terão qual faixa etária?
  • Serão colegas de escola do pequeno ou amigos da vizinhança? Ou um misto dos dois?
  • O que cada membro precisa trazer para cada encontro?
  • Qual a frequência das reuniões?

Para incentivar o lúdico, vocês podem criar uma identidade de membro. Por exemplo, uma carteirinha com o nome da criança, um sticker de personagem, um desenho ou até mesmo um adjetivo que o descreva, como “João, o corajoso”. Algo que seja escolhido junto com o membro do clube e que dê a ele uma singularidade. Porém, é importante que seja uma característica positiva e que a criança participe da escolha do seu próprio adjetivo. Isso torna tudo mais divertido.

Dá pra fazer também um carimbinho que mostra em quantas reuniões o membro compareceu (quem sabe programar um brinde para a décima reunião?).

O lugar para os encontros precisa ser confortável, gostoso de ficar. Quem sabe um amontoado de almofadas no chão, com um lençol servindo de cabana, para dar um clima de acampamento? 

E como funciona?

As reuniões não precisam ser metódicas, mas é legal que haja uma rotina simples, mostrando uma organização no clube. No início, cada criança fala sobre o livro que leu no mês/semana, falando do que mais gostou e do que aprendeu com a leitura. Algo leve e descontraído. 

O encontro se encerra com um papo livre sobre o livro e atividades como desenho dos personagens ou um jogo rápido. 

O clube pode sair para atividades na comunidade, o que torna tudo ainda mais legal. Além disso, pode ser uma visita a escolas públicas ou orfanatos para presentear tais lugares com livros e brinquedos usados. Ou até mesmo uma visita a um restaurante gostoso, celebrando aniversários de membros do clube. O que tal uma visita a um asilo, para as crianças lerem histórias para idosos? O segredo é espalhar a alegria para outras pessoas e mostrar para os pequenos que há diferentes tipos de grupos, igualmente interessantes.

O clube pode ter diversas configurações e o importante é sentir qual delas funciona melhor para seu pequeno. Mantendo uma rotina, um cadastro de membros e um local que seja de fato “o clube”, as crianças vão fazer desse clube um local seguro para viverem momentos mágicos que lembrarão para sempre.

Leia mais: 

Escrito por João Godoy

Editor de conteúdo na PlayKids, roteirista e produtor de conteúdo apaixonado por narrativas, personagens e o papel do storytelling no desenvolvimento infantil.

Mais lidas

Conheça o PlayKids

O que é PlayKids App?
Qual a importância dos aplicativos educacionais?
Você sabe como funciona o PlayKids?
Saiba como assinar PlayKids

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − um =

Mais Posts
O que é paternidade afetiva?

O que é paternidade afetiva?

Quais os laços ou atribuições legais determinam o que pode ou não ser considerado um núcleo familiar? Traços genéticos, um documento assinado ou o livre arbítrio de cuidar e amar outrem como seu filho? Essa última parte define o que é paternidade afetiva. Um termo...

Ei, quer receber nossas
novidades toda semana?

E-mail cadastrado com sucesso!

Pin It on Pinterest